GTS Network

 

Colunas


TECNOLOGIA

Livros que ajudam a entender o mundo digital
Ethevaldo Siqueira


Ler e refletir sobre as teses de bons autores são dois caminhos para a melhor compreensão das mudanças de paradigmas e novos desafios do mundo digital. Com esse objetivo, sugiro aqui meia dúzia de obras recentes cuja leitura considero útil e oportuna, em especial para o executivo. Vamos a esses livros:

Wikinomics - O primeiro desses livros é Wikinomics (Como a colaboração em massa pode mudar o seu negócio), de Don Tapscott e Anthony D. Williams. Os autores mostram como a colaboração tradicional - nas reuniões, teleconferências, seminários e convenções - se transformou em algo muito mais poderoso graças às tecnologias digitais, e, em especial, à internet. O melhor exemplo talvez seja a Wikipédia, maior enciclopédia virtual do mundo (www.wikipedia.org). Outros projetos que revolucionam o conceito de colaboração são: MySpace, Flickr, YouTube, Second Life, o sistema operacional Linux e o Projeto Genoma Humano (Nova Fronteira, 368 pág., R$ 49).

O Líder do Futuro - À primeira vista, o título desse novo livro de John Naisbitt dá a errônea idéia de que se trata de auto-ajuda. Nele, Naisbitt mostra como a mentalidade das pessoas (a que ele chama de modelos mentais ou mindsets) é essencial para a compreensão das aceleradas mudanças que a globalização e as inovações tecnológicas vêm impondo ao mundo dos negócios. Eis algumas de suas teses: a) Devemos aprender a discernir entre as tendências que vieram para ficar e os modismos passageiros. b) A obrigação de estar certos nos tolhe a mente. c) Precisamos estar abertos às opiniões dos outros e ampliar nosso campo de aprendizado e crescimento. d) Precisamos descobrir e analisar os números objetivos de qualquer questão. e) Não obteremos grandes resultados resolvendo problemas, mas explorando oportunidades. f) Concentremo-nos no que de fato atende aos nossos interesses. g) Não nos esqueçamos da ecologia da tecnologia. h) Respeitemos as necessidades da natureza humana. Na segunda parte, Naisbitt revela os principais cenários para a primeira metade do século XXI (Ed. Sextante, 286 pág., R$ 29,90).

A Cauda Longa (Do Mercado de Massa para o Mercado de Nicho) - O autor, Chris Anderson, editor-chefe da revista Wired, explorou pela primeira vez o fenômeno da "cauda longa" em um artigo famoso, usando a analogia de filmes, livros e música, para mostrar que a internet deu origem a um novo universo, no qual a receita total de diversos produtos de nicho, com baixo volume de vendas, é igual à receita total de poucos produtos de grande sucesso. No livro, Anderson descreve essa situação, a que chama de "cauda longa", e mostra suas extraordinárias oportunidades. (Editora Campus, 256 pág., R$ 57,50).

O Mundo é Plano - Se você não leu este livro de Thomas Friedman, não protele mais. A obra marca uma visão do presente e do futuro próximo, à semelhança do que ocorreu com o A Terceira Onda, de Alvin Toffler, em 1980. Famoso jornalista do New York Times, Friedman interpreta com profundidade a história recente do mundo, em especial a do período que vai do ano 2000 a março de 2004, mostrando o significado de fatos como os ataques de 11 de setembro de 2001, a Guerra do Iraque, a convergência de tecnologia e certos acontecimentos que permitiram à Índia, à China e a outros países ingressarem na cadeia global de fornecimento de serviços e produtos, deflagrando uma explosão de riqueza nas classes médias dos dois maiores países do mundo - e convertendo-os, assim, em grandes interessados no sucesso da globalização. O autor explica como se deu o achatamento do mundo neste início do século XXI, seu significado para países, empresas, comunidades e indivíduos, bem como governos e sociedades, que podem e devem se adaptar (Objetiva, 512 pág., R$ 69,00).

Riqueza Revolucionária (O Significado da Riqueza no Futuro) - Alvin e Heidi Toffler trabalharam durante 12 anos na preparação desta obra, que fala sobre o futuro da riqueza, tanto visível como invisível. Na abordagem dos autores, o conceito de riqueza é muito mais abrangente do que o de dinheiro. Para os autores, estamos vivendo uma verdadeira revolução, nesta transição para a chamada "economia do conhecimento". Apesar de ser inédito na História, esse novo sistema revolucionário, se bem compreendido e administrado, pode nos ajudar a erradicar a pobreza extrema e a resolver incontáveis impasses. Antes, porém, é preciso ajustar todas as nossas instituições (Editora Futura, 591 pág., R$ 59,90).

A Era da Turbulência (Aventuras em um Novo Mundo) - Este livro de Alan Greenspan discute a o mundo atual, sob a ótica de sua experiência de trabalho, iniciando a narrativa pela semana de 11 de setembro, mas, retrocedendo, em seguida, à própria infância. Passa por toda a fase profissional e adulta, inclusive, os quase 19 anos de seu mandato como presidente do Fed (o Federal Reserve Board, o Banco Central dos Estados Unidos), de 1987 a 2006, um período de transformações radicais (Editora Campus, 520 pág., R$ 59,20).

*Artigo publicado originalmente em O Estadão, em 09/12/2007


Ver perfil deste colunista | Listar todas as colunas deste colunista